Publicado por: João Carvalhas | Setembro 19, 2008

A Bolha!

Não. Não estamos a falar do famoso jogo que parece estar tão na moda, mas sim de bolhas verdadeiras! E qualquer caminhante que se preze sabe perfeitamente quais são:  aquelas que se aninham nos dedinhos do pés, quais carrapatos insuportáveis.  Por vezes, convive-se bem com elas… outras, nem por isso, sendo motivo mesmo de desistência de uma caminhada, principalmente, se dura vários dias e vamos carregados que nem sherpas do Nepal.

Felizmente, isso até nem nos tem acontecido muito. Já vimos verdadeiros Indianas Jones serem derrotados por causa delas, a ponto de irem parar ao hospital. Perguntaram-nos se tínhamos algum segredo. Um segredo?  Não. Temos vários. Mas não os vamos contar agora neste post 🙂 fica para o póstimo…  uma chamada de atenção para termos mais cuidado e muito respeitinho pelos pezinhos… há que tratar muito bem deles antes, durante e após uma caminhada.

Se nos pedirem muito, colocaremos aqui  os nossos 10 melhores segredos ( leia-se conselhos)  para se evitarem as bolhas. Se não pedirem, deixaremos na mesma 🙂 É que não é nada agradável, mesmo nada,  fazermos uma caminhada, com a sensação  que somos apenas uma enorme bolha com pés!

Bom Caminho!

Anúncios
Publicado por: João Carvalhas | Setembro 11, 2008

Caminho Finisterra-Muxía : para quem ainda tem perninhas para andar!

Como o nosso vídeo refere, vários caminhos vão dar a Santiago. Só um parte de Santiago: o de Finisterra/Muxía . Cerca de 120 quilómetros de uma incrível beleza. Até agora, foi dos caminhos mais interessantes que percorremos, em termos de variedade de paisagem. Um Caminho duro, muito duro, sem grandes pontos de apoio. Qualquer Peregrino que se preze, deverá  fazê-lo.  Na Idade Média, ao fim de semanas de caminhada pelo interior da Europa, os peregrinos, chegavam a Santiago e visitavam o túmulo do Santo. Muitos deles, ousavam fazer mais um “pequeno” sacrifício de 100 quilómetros, só para verem o mar!

Ao chegarem a Finisterra, executavam ainda um ritual de purificação: a queima das roupas usadas (símbolo de renascimento); viam o pôr do sol e apanhavam uma vieira (concha) para mostrarem à famelga. Uma espécie de souvenir da época, agora tão em voga, comprado por milhares de “peregrinos” que fazem o caminho pela estrada…de carro. Uf!  Que canseira… 🙂

É, a tradição já não é o que era… Quanto a nós, após chegados a Finisterra e depois de um pôr-do-sol deslumbrante, fizemos, no dia seguinte, mais uma jornada de 35 quilómetros em direcção a Muxía, onde, segundo a lenda, os restos mortais do Santo, entraram, por barco, na Península Ibérica. Trilho com Alma? … bolas…até arrepia!

Bom Caminho!

Publicado por: João Carvalhas | Setembro 9, 2008

Caminho Português de Santiago – Da Sé do Porto a Valença

Cerca de 130 quilómetros que fizemos em 5 dias.  Pelo caminho ficámos em três Albergues dignos desse nome: o de São Pedro de Rates, o de Rubiães e o de Valença. Excelente qualidade das instalações e bom acolhimento.

Este Caminho foi percorrido entre 26 a 30 de Julho e, ao contrário do que prevíamos, encontrámos  poucos Peregrinos. Os albergues praticamente vazios.

Etapas: Porto-São Pedro de Rates  ;  São Pedro de Rates-Barcelos; Barcelos-Ponte de Lima; Ponte de Lima-Rubiães; Rubiães-Valença.

A primeira jornada foi percorrida em estrada, com situações até um pouco perigosas devido aos carros. Não gostámos muito.  Mas os outros são excepcionais: o verde refrescante do Minho, o ar puro, os  aromas campestres, ancestrais trilhos romanos, pontes medievais, solares setecentistas…fizeram-nos recuar a tempos passados. Bastante aconselhável. Pensamos voltar a fazer alguns desses percursos…

Ai que saudades!  É o mal destas coisas… viciam. Confessamos: somos membros dos C.A.  – Caminheiros Anónimos. Só não gostamos muito de ir às reuniões 🙂 Quem caminha regularmente  sabe do que estamos a falar…e se isso é feito em Trilhos com Alma…ui, ui… é um xepectáculo!

Vejam o vídeo… uma pequenina ideia do que encontrámos.

Bom Caminho!

Publicado por: João Carvalhas | Setembro 9, 2008

Gif animado de um Peregrino

Encontrei este gif animado numa página da net e achei interessante… até porque, tem tudo a ver com o nosso  próximo vídeo: Caminho Português de Santiago – da Sé do Porto a Valença.

Bom Caminho!

Publicado por: João Carvalhas | Setembro 7, 2008

Porque os Ténis também se reformam…

Hoje, deixo-vos a foto de um par de ténis, que encontrámos  abandonados, já com musgo,  ao longo do  Caminho Português de Santiago.

Uma merecida reforma, depois de tantos quilómetros percorridos. Isto sim. Isto tem Alma!

” Todos vêem o que pareces, poucos sentem o que tu és” – Maquiavel

Bom Caminho!

Publicado por: João Carvalhas | Setembro 5, 2008

Percurso da Ria de Aveiro – de Ovar a São Jacinto… e um pouco mais…

Saímos às 5 da manhã do Carregal (Ovar) – meio zombiados, confessamos – para percorrermos a Ria de Aveiro até São Jacinto. Um amanhecer deslumbrante… Um enorme jardim Zen… Tão perto de casa e tão desconhecido!

Ups… vrummm…. beep, beep….vruumm..com o trânsito acelerado, o encanto dissipa-se como a neblina da Ria! Este foi o único senão da jornada… Limite de velocidade: alguém sabe o que isso é? 😦

Alheios a este frenesim moderno, alguns moliceiros – poucos – semi-adormecidos à espera do seu momento de glória na festa do São Paio, na Torreira.

Em São Jacinto, decidimos apanhar o ferryboat para a Barra e aí continuámos a pé até à Gafanha da Nazaré. Um total de 35 quilómetros.

Outrora percorrido de barco, este percurso ainda mantém, decididamente, um grande encanto. É, sem dúvida, um Trilho com Alma…

Bom Caminho!

Se existem Trilhos com Alma, o Caminho de Santiago é um dos exemplos máximos!

Nada melhor para começar este nosso Blogue do que falarmos do Caminho Português de Santiago percorrido  entre 28 de Abril e 1 de Maio de 2007. Cerca de 120kms em quatro dias, debaixo de condições atmosféricas desfavoráveis. O espírito de grupo e de camaradagem imperou e permitiu-nos superar esta tão dura prova. Participámos na caminhada integrados num grupo de 23 elementos iniciais . Esta iniciativa foi excelentemente organizada pelos “Amigos da Barra” de Ílhavo. O Caminho encantou-nos com a sua beleza. Isso ajudou-nos a mitigar e a esquecer as dorzinhas que uma ou outra bolha mais embirrante nos causaram durante o Caminho.

O nosso vídeo:  

Ultreya!

Bom Caminho!

ps- Este foi o primeiro dos três Caminhos de Santiago que já percorremos até ao momento; os outros ficam para mais tarde 🙂

Deixem as vossas experiências, sugestões de Trilhos com Alma que já conhecem e recomendam…

Publicado por: João Carvalhas | Agosto 12, 2008

Bem-vindos!

Caminhar é uma Paixão… um Vício… um pretexto para vivermos mais a Natureza e conhecermos o Mundo onde vivemos.

Trilhos com Alma, destina-se a relatar algumas das experiências que temos tido com o Caminhar. É o ponto de partida para muitas “viagens” que esperamos desvendar e compartilhar com todos os interessados nestes temas, de uma forma informal e simples…

Bom Caminho!

João Carvalhas / Luísa Seixas

« Newer Posts

Categorias